Crónicas do Euro’12 – #4. Portugal perde nas Meias-Finais


Portugal cai nos penaltis diante de Espanha. Qual é/são o(s) sentimento(s) de todos os Portugueses? E dos jogadores de Paulo Bento? A 1ª é mais fácil de responder. Alegria e tristeza. A 2ª é mais complicada de responder. Diríamos talvez de frustração, do morrer na praia.

Toda a caminha começou nos Play-Offs. Passámos a Bielorrússia por uma esmagador vitória por 6-2, nas duas mãos. A partir daí foi sempre a subir. Primeiro foi o considerado “Grupo da Morte”. Grupo esse era constituído por Alemanha, Holanda, Dinamarca e Portugal. A “Selecção das Quinas” fez uma boa Fase de Grupos, dentro das possibilidades. 1º jogo contra a Alemanha. Derrota por 1-0, num jogo bem disputado. Depois seguiu-se a Dinamarca, jogo esse que vencemos por 3-2, no qual estivemos a ganhar por 2-0. Ainda na Fase de Grupos, e finalmente, o ultimo jogo, contra a Holanda. 2-1 foi o resultado final e favorável aos ‘Tugas’, com dois tentos apontados por Cristiano Ronaldo. Contudo a parte considerada a pior foi bem passada e conquistada. 2º lugar do grupo com menos três pontos do que o primeiro, a Alemanha.

Segue-se agora os Oitavos de Final. Por sorteio pré-definido e por, talvez sorte ou talvez não, calhou-nos a Rep. Checa, equipa do grande Petr Cech. Jogador esse que não foi assim tão grande ao ser batido por Cristiano Ronaldo. O jogador da famosa citação (“Quando saírem [os golos] parecem ketchup”) marcou mais um golo e desta vez, de cabeça. Será que tinha cabeça para o jogo seguinte?

Ao que se viu, todos os Portugueses tiveram e jogaram com cabeça contra a Espanha. Todos conseguiram anular a Selecção Espanhola durante 90 minutos. Se bem que Espanha não apresentou um futebol bonito, um futebol, que tem vindo a apresentar até aqui. Foram autênticos 90 minutos de sofrimento. De controvérsia! Seguiram-se mais 30 minutos de luta incansável. Até aí, nenhum golo. Talvez tenha sido azar. Talvez falta de sorte. Veio agora a parte mais difícil de todo o jogo: os penaltis. Aí foi o azar completo. Falhámos dois contra apenas um falhado da parte dos Espanhóis.

Raça, ambição, luta, afinidade, conquista, coração, garra. Todos os Portugueses terão que se sentir orgulhosos e alegres com todo o percurso  da Selecção ‘Tuga’! Todos se sentirão fãs da Selecção Nacional. Até 2014!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: